Portal de Notícias do Município do Funchal.

Autarquia do Funchal atribuiu 45 mil euros a 8 entidades desportivas

No global, a Câmara Municipal do Funchal já atribuiu, em 2021, cerca de 285 mil euros em apoios financeiros ao desporto,

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vereadora com o pelouro do Desporto, Dina Letra, firmou, esta tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os protocolos entre a CMF e diversas entidades desportivas do concelho, no âmbito da atribuição de apoios financeiros ao Associativismo e a Atividades de Interesse Municipal.

Miguel Silva Gouveia começou por endereçar os cumprimentos às 8 entidades desportivas presentes e referiu que “estes protocolos procuram continuar a promover a atividade física e a prática desportiva no nosso concelho. Apesar de menos complicado que o anterior, este ano também está a ser um ano difícil e, nesse sentido, é importante que não se quebrem as rotinas e se continue a manter a organização de eventos desportivos na nossa cidade.”

“Hoje vamos assinar protocolos num montante de 45 mil euros, mas no global a Câmara Municipal do Funchal já atribuiu, em 2021, cerca de 285 mil euros em apoios financeiros ao desporto, o que não deixa de ser um investimento bastante avultado, particularmente num ano em que temos o Orçamento Municipal chumbado, pela segunda vez, pelo PSD e pelo CDS”, acrescentou.

As 8 entidades apoiadas que estiveram na cerimónia de assinatura foram: Ciclo Madeira Clube Desportivo (4000€); Associação de Surf da RAM (5000€); Clube “Os Especiais” (4000€); Aeroclube da Madeira (1000€); Arca da Ajuda (4000€); Associação de Esgrima da RAM (2000€); Associação Atletismo Madeira (20.000€); e a Associação Futevólei da Madeira (5000€).

O edil funchalense destacou o empenho, a criatividade, e a capacidade de adaptação que as entidades colocaram na organização das provas e dos eventos à nova realidade sanitária, “o mérito desse trabalho é vosso. Cabe a nós, como sempre, quer nas atividades desportivas, sociais ou culturais, acarinhar quem produz e quem trabalha para desenvolver eventos em prol da cidade do Funchal.”

Miguel Silva Gouveia concluiu que “a CMF continuará a fazer tudo o que estiver ao seu alcance para que o Desporto se adapte e regresse ao seu calendário habitual com toda a segurança,  porque é evidente a importância das atividades desportivas para a dinamização da cidade e para o quotidiano de cada um de nós, em termos de manutenção de hábitos de vida saudáveis.”

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...