Portal de Notícias do Município do Funchal.

Balcão do Investidor da CMF fez 6 anos e lançou Guia de Boas Práticas da Reabilitação de Edifícios

O Guia visa sensibilizar proprietários, técnicos e investidores para a importância de reabilitar com qualidade, num quadro de respeito e de salvaguarda do património edificado.

Decorreu esta tarde no Balcão do Investidor da Câmara Municipal do Funchal, sito aos Paços do Concelho, a apresentação do Guia de Boas Práticas da Reabilitação de Edifícios, desenvolvido pela Autarquia e que será disponibilizado a empresários e investidores. O momento serviu também para assinalar o 6º aniversário do Balcão.

O Presidente da CMF Miguel Silva Gouveia, acompanhado pela Vereadora Dina Letra, esteve presente na ocasião e salientou que “ao longo destes 6 anos de existência, o Balcão do Investidor tem dado frutos na cidade do Funchal e traduzindo esse sucesso para números, é com enorme satisfação que comunicamos que este espaço já realizou mais de 9 mil atendimentos e iniciou mais de 900 processos de licenciamento.”

“Numa lógica de atração de investimento para a cidade e procurando colocar a Câmara Municipal ao serviço da economia, temos feito como os Ciclos Formativos e as Sessões de Esclarecimento junto dos empresários, investidores e promotores, e hoje, complementamos parte desse trabalho com a apresentação de um Guia de Boas Práticas de Reabilitação Edifícios”, acrescentou.

A Reabilitação Urbana é dos desígnios do Município e muito tem contribuído para revitalizar a cidade e a sua economia. De leitura simples, o Guia visa sensibilizar proprietários, técnicos e investidores para a importância de reabilitar com qualidade, num quadro de respeito e de salvaguarda do património edificado, desmistificando, igualmente, a ideia generalizada de que reabilitar é muito mais caro do que construir de raiz.

O Funchal é atualmente a terceira cidade do país com mais investimentos submetidos ao IFFRU – Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbana, o que a torna uma referência a nível nacional neste campo. O autarca lembrou as 3 ARU’S definidas pela CMF e que contemplam “o Centro Histórico do Funchal, a Ribeira de João Gomes, e a Zona da Corujeira e Tornos, no Monte, que infelizmente nos últimos anos tem vindo a ser fortemente afetada por aluviões e incêndios.”

O Presidente concluiu que “hoje somos uma cidade onde a Reabilitação Urbana é visível. Atravessamos o Funchal e é impossível não encontrar obras de reabilitação de prédios antigos e de novas edificações que, para além de toda a sua importância na regeneração da cidade, são também oportunidades de mão-de-obra e de criação de emprego. É este o caminho que a CMF vai continuar a trilhar, contribuindo também para a dinamização da economia local.”

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...