Portal de Notícias do Município do Funchal.

CMF promove requalificação paisagística no Largo da Fonte com novas árvores e memorial

Município vai consultar três especialistas em arquitetura paisagística diferentes, com vista a um projeto que preserve a identidade do local.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve esta tarde no Largo da Fonte, na freguesia do Monte, para fazer um balanço à intervenção que tem vindo a decorrer no local ao longo das últimas duas semanas, sob a coordenação da Proteção Civil Municipal do Funchal, com o objetivo de reduzir o risco no local e de garantir a segurança à circulação de pessoas e bens.

A equipa multidisciplinar no terreno inclui elementos dos Bombeiros Sapadores do Funchal, da Divisão de Jardins e Espaços Verdes Urbanos, do Parque Ecológico do Funchal e do Departamento de Infraestruturas e Equipamentos, além de empresas especializadas neste tipo de trabalhos, e os trabalhos já implicaram o corte de um total de 16 árvores, que a Proteção Civil Municipal considerou representarem possível perigo para pessoas e bens.

Miguel Silva Gouveia explicou que “ao fim de duas semanas de trabalhos no Largo da Fonte, é certo que todos já podem olhar para este espaço icónico da nossa cidade com um sentimento de segurança. Os trabalhos ainda decorrem, mas, neste momento, já foram cortados 15 plátanos e 1 castanheiro, seguindo-se a remoção de mais 3 plátanos e de algumas árvores que já estão sinalizadas na encosta sobranceira ao largo.”

“Todavia, o sentimento de insegurança que subsistia já foi ultrapassado, e muito em breve todas as pessoas poderão voltar e visitar este sítio, e constatar que não há risco para pessoas e bens provocados pelas árvores.” O espaço continuará vedado e policiado até ao fim dos trabalhos, sendo a previsão de reabertura na próxima semana.

O Presidente enalteceu, de seguida, que agora é preciso “projetar o futuro com a requalificação deste espaço, e sendo este um espaço incontornável da nossa cidade, onde a História se funde com o romantismo do Monte, será feita uma requalificação paisagística alargada e adequada.”

“É isso que já estamos neste momento a promover, com um levantamento topográfico integral do espaço e procurando, com a consulta a três especialistas em arquitetura paisagística diferentes, que tenham no seu portefólio intervenções semelhantes, promover um projeto para este espaço, que preserve a sua identidade. Além da replantação de árvores, esse projeto contará, igualmente, com um memorial às vítimas de 2017, porque não podemos esquecer a nossa História.”

“O Largo da Fonte e o Monte não vão perder a sua reputação turística, pelo contrário, verão reforçado em breve aquele que é um dos maiores ativos do Funchal e da Madeira, que é sermos um destino seguro”, concluiu.

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...