Portal de Notícias do Município do Funchal.

CMF promove vacinação gratuita para cães e gatos domésticos

Campanha é promovida em articulação com todas as juntas de freguesia do concelho e destina-se aos animais dos residentes de cada freguesia.

A Câmara Municipal do Funchal dá início no próximo sábado, dia 10 de abril, à sua 7ª campanha municipal gratuita de vacinação antirrábica para animais domésticos com mais de três meses de idade, sendo que, tal como aconteceu pela primeira vez no ano passado, esta iniciativa municipal, que se cingia até então a cães, voltará a abranger os gatos. “Em virtude da crise sanitária em curso, a campanha será realizada com fortes medidas de segurança, mas o Município não podia deixar de dar continuidade a este trabalho, na sequência do sucesso que se tem verificado com este projeto e daquilo que as pessoas já estão a contar”, refere o Presidente Miguel Silva Gouveia.

As seis primeiras campanhas, que além da vacinação, incluíram a identificação com microchip, o registo no SIAC, a desparasitação interna (contra lombrigas e ténias) e o respetivo licenciamento na junta de freguesia (quando aplicável), percorreram todas as freguesias do concelho e permitiram vacinar até hoje um total de 3170 animais domésticos, não apresentando quaisquer custos para os seus detentores. A campanha deste ano arranca nas freguesias do Imaculado Coração de Maria (das 9h às 12h) e de São Pedro (das 13h30 às 16h30), e destina-se aos animais dos residentes de cada freguesia.

Miguel Silva Gouveia reforça que “a Autarquia continua empenhada em criar condições para que todos os munícipes possam vacinar e identificar os seus animais de forma gratuita, com o objetivo de assegurar a cobertura da profilaxia antirrábica dos animais domésticos e um maior controlo da existência destes no Funchal. Estas campanhas de vacinação gratuita foram uma medida pioneira que começámos a desenvolver em 2017, em colaboração com as Juntas de Freguesia do concelho, e representou um enorme passo em prol da causa animal e da saúde pública.”

“Até termos começado este trabalho, nunca nada do género havia sido feito no Funchal, e chegámos a muitos portadores de cães que, pela primeira vez, foram sensibilizados para os hábitos anuais que têm de ter com os seus animais, e promovemos ativamente a colocação do chip e o registo dos animais, o que passou a ser obrigatório por lei. O Funchal mantém-se, assim, na dianteira da Causa Animal na Madeira, em termos de sensibilização e de ação permanente no terreno, mesmo durante a pandemia.”

A Autarquia refere, por fim, as medidas de segurança em vigor. Em primeiro lugar, será deste modo realizada a profilaxia aos canídeos, com limites de inscrição de 40 canídeos, e posteriormente aos gatos, com limite de inscrição de 20 felídeos. Haverá um intervalo entre as duas espécies de animais, de forma a minimizar a agitação dos mesmos, sendo fundamental sublinhar que esta campanha do Município é articulada diretamente com cada Junta de Freguesia pelo que, de modo a não haver aglomerados de pessoas e animais, devem ser efetuadas marcações horárias no ato da inscrição com a própria Junta.

No que concerne à adaptação à nova realidade pandémica, é igualmente exigido: distanciamento de, pelo menos, 2 metros entre cada detentor juntamente com o respetivo animal, enquanto aguardam a sua vez; obrigatoriedade do uso de máscara ou viseira; lavagem e desinfeção das mãos com produtos adequados; e respeito pelas normas de etiqueta respiratória.

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...