Portal de Notícias do Município do Funchal.

CMF remove escultura danificada da Rotunda Rotary e autor oferece novo projeto à cidade

Esta decisão surge na sequência da queda de uma palmeira de grande porte sobre a escultura no passado mês de fevereiro.

A Câmara Municipal do Funchal vai proceder esta quinta-feira, dia 24 de junho, aos trabalhos de remoção da peça escultórica da autoria de José Pedro Croft, que está instalada nos jardins da Rotunda Rotary, junto ao Centro Comercial Fórum Madeira.

Esta decisão surge na sequência da queda de uma palmeira de grande porte sobre a escultura, no passado mês de fevereiro, que colocou não só em evidência sinais de deterioração e desgaste na peça provocados pela passagem do tempo, como também provocou outros danos irreparáveis na estrutura da obra.

A este propósito, a Câmara Municipal do Funchal entrou em contato com o artista para expor a situação, tendo o mesmo visitado o Funchal durante o mês de maio para avaliar pessoalmente o estado da peça e quais as medidas adequadas a tomar em relação à escultura.

Após uma análise detalhada, tanto o artista, como a equipa de técnicos afetos à Autarquia, chegou-se à conclusão que não é possível restaurar a peça de forma apropriada, além desta estar instalada num local desadequado à sua dimensão. Recorde-se que esta obra foi idealizada no início dos anos 2000 por José Pedro Croft, para um espaço habitacional situado na freguesia de São Martinho, tendo sido, posteriormente, transferida para a Rotunda Rotary.

A solução encontrada por ambas as partes foi, deste modo, remover permanentemente a escultura do local e proceder ao seu abate. O autor não quis, no entanto, deixar a cidade órfã da sua obra, pelo que se disponibilizou a oferecer ao Funchal um novo projeto da sua autoria, dando seguimento às políticas municipais de valorização do espaço público e enriquecendo o património artístico e cultural da cidade.

José Pedro Croft é um conceituado artista plástico do panorama artístico nacional e internacional, formado na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa em meados de 1980. Em 1992, foi agraciado com o grau de Cavaleiro da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada e venceu, em 2007, o prémio AICA. O autor destaca-se pelo caráter arquitetónico e harmonioso entre as suas peças e o espaço natural, tornando-as particularmente enriquecedoras para o meio envolvente.

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...