Portal de Notícias do Município do Funchal.

Funchal assinou protocolos com autarquias da Madeira para preparar candidatura a Capital Europeia da Cultura

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve presente esta tarde, no Teatro Municipal Baltazar Dias, para a cerimónia de assinatura de protocolos entre a CMF e as restantes Autarquias da Região Autónoma da Madeira, com vista à criação de uma plataforma conjunta para a candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura em 2027.

Miguel Silva Gouveia começou por dar as boas-vindas a todos os presentes, dirigindo, de seguida “um profundo agradecimento pela forma exemplar como demonstramos saber estar do lado certo da história quando a nossa missão assim o exige. Ao longo dos seis séculos que a Madeira tem na sua história humanizada, e sempre que há alguma necessidade de ajuda, é gratificante saber que podemos contar sempre em primeira instância uns com os outros.”

O autarca sublinhou que a CMF vai assinar protocolos com todas as Autarquias da Região, “apesar de não estarem todos aqui hoje, vamos assinar este protocolo com os onze municípios da ilha da Madeira e do Porto Santo”. Na cerimónia de assinatura estiveram presentes o Presidente Emanuel Câmara (Porto Moniz), a Presidente Célia Pessegueiro (Ponta do Sol), e os Vereadores Élia Ascensão (Santa Cruz), Leonel Silva (Câmara de Lobos), Mónica Vieira (Machico), Sandra Vilanova (Ribeira Brava), e Rosa Castanho (São Vicente).

“Queremos que o Funchal seja um espelho da diversidade cultural dos territórios ultraperiféricos, e isso faz-se não só no Funchal, mas olhando para todos os nossos municípios como territórios ultraperiféricos, mostrando de uma forma integradora que nestes locais também pode existir capitalidade e também existe centralidade europeia”, acrescentou.

Os eixos estratégicos desta candidatura a Capital Europeia da Cultura em 2027 procuram incluir as cidades geminadas com o Funchal no projeto, por todos os tesouros culturais que guardam do que a Madeira já deu ao mundo; fazer do Funchal uma cidade de encontros, um encontro com a nossa identidade e a nossa história; e elaborar uma programação cultural conjunta, que não se circunscreva apenas ao Concelho do Funchal, mas que englobe todos os parceiros do protocolo, permitindo que para além de serem parte integrante de toda a programação possam ter palco europeu.

Miguel Silva Gouveia reforçou ainda que conta nesta candidatura com a participação dos agentes culturais, das associações, dos cidadãos, e também com a parceria do Governo Regional da Madeira.

O Presidente conclui que “temos mais dez cidades portuguesas que também se estão a candidatar a Capital Europeia da Cultura, mas se a concorrência é forte, a assinatura destes protocolos demonstra a força e a nossa vontade atlântica de fazer face a essas candidaturas e de sair, com este projeto, um projeto vencedor. Sozinhos provavelmente iríamos mais rápido, mas acreditamos que juntos vamos conseguir certamente chegar mais longe e como diz o mote desta candidatura queremos ir mais além e levar o nome do Funchal e da Madeira aos quatro cantos do mundo.”

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...