Portal de Notícias do Município do Funchal.

Funchal associa-se a mais uma campanha nacional pelo bem-estar animal

A iniciativa é do Observatório Nacional para a Defesa dos Animais e Interesses Difusos, chama-se “Dava Tudo Para o Ter de Volta?” e tem como objetivo sensibilizar os tutores para a colocação de microchip nos animais.

A Câmara Municipal do Funchal associou-se, este mês, a mais uma campanha pelo bem-estar animal, desta feita relacionada com a importância da colocação de microchip nos animais de companhia.

A iniciativa é do ONDAID – Observatório Nacional para a Defesa dos Animais e Interesses Difusos, chama-se “Dava Tudo Para o Ter de Volta?” e tem como objetivo sensibilizar os tutores para a colocação de microchip nos animais, uma vez que diariamente cães e gatos fogem das suas casas, acabando por se perderem. Existem ainda casos de furto de animais e, neste caso, é difícil os legítimos tutores fazerem prova de que se trata do seu animal de estimação.

Muitos dos animais que se perdem não são recuperados, uns morrem atropelados ou envenenados, outros terminam nas ruas em matilhas ou colónias, e há ainda os que acabam em abrigos, associações ou em centros de recolha, onde passam o resto das suas vidas.

A maioria dos casos de não recuperação está associada à falta de coleira com identificação, passeios sem trela e acesso ao exterior desacompanhado pelo tutor. Nesse sentido, a campanha sensibiliza para o facto de ser maior a probabilidade de recuperar um animal perdido caso este se encontre com o microchip.

É neste contexto que surge a atual campanha do Observatório Nacional para a Defesa dos Animais, que tem por objetivo proteger o bem-estar destes animais através da sensibilização dos detentores de cães e gatos para o cumprimento do dever de guarda e vigilância que a legislação lhes impõe e para a importância da colocação de microchip nos animais de estimação.

Com efeito, a Câmara Municipal do Funchal associou-se a esta ação, juntamente com outras Autarquias a nível nacional, uma vez que o bem-estar animal tem sido uma prioridade no Município.

Este mês, no sábado dia 10 de abril, a Autarquia iniciou a sua 7ª campanha municipal gratuita de vacinação antirrábica para animais domésticos com mais de três meses de idade.

De referir que, as seis primeiras campanhas, que além da vacinação, incluíram a identificação com microchip, o registo no SIAC, a desparasitação interna (contra lombrigas e ténias) e o respetivo licenciamento na junta de freguesia (quando aplicável), percorreram todas as freguesias do concelho e permitiram vacinar, até hoje, um total de 3170 animais domésticos, não apresentando quaisquer custos para os seus detentores.

A campanha que se iniciou a 10 de abril já passou pela freguesia do Imaculado Coração de Maria, São Pedro, São Gonçalo, Santa Luzia e São Roque.

A Autarquia mantém-se, assim, empenhada em criar condições para que todos os munícipes possam vacinar e identificar os seus animais de forma gratuita, com o objetivo de assegurar a cobertura da profilaxia antirrábica dos animais domésticos e um maior controlo da existência destes no Funchal.

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...