Portal de Notícias do Município do Funchal.

Funchal ganha projeto para conservar o Patagarro

Projeto LIFE4BEST Puffinus está a decorrer no Parque Ecológico realizado em parceria com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). 

A Câmara Municipal do Funchal informa que conseguiu ter acesso a um instrumento financeiro, da Comissão Europeia, para a execução, atualização e desenvolvimento das políticas e Estratégias Europeias na área do Ambiente.

O projeto LIFE4BEST Puffinus está assim a decorrer no Parque Ecológico do Funchal, realizado em parceria com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA). 

A Autarquia informa que o controlo de plantas invasoras e as ações de reflorestação levada a cabo por esta importante infraestrutura municipal têm contribuído para a recuperação do coberto vegetal do Maciço Montanhoso Oriental, que diz respeito à área de nidificação do Patagarro.

Os incêndios que ocorreram em 2010 pintaram de negro 95% da área do Parque Ecológico do Funchal e nesse sentido, ao longo da última década, foram desenvolvidos vários projetos para recuperar os habitats de altitude.

Esta espécie, o Patagarro, desconhecida por grande parte da população, distribui-se no Atlântico Norte onde, em pequenos ilhéus e ravinas no interior das ilhas (como é o caso da Ribeira de Santa Luzia), encontram um habitat seguro para a sua nidificação. É neste vale, protegidos da ação predatória de gatos e ratos que constroem o seu ninho e seguem com o seu ciclo reprodutor.

A edilidade destaca o facto da instabilidade das encostas do Vale de Santa Luzia e a lenta recuperação da vegetação, devido ao forte poder invasor da giesta e carqueja, têm atrasado a recuperação deste habitat e os trabalhos de monitorização da espécie. Contudo, a Câmara Municipal do Funchal, através do Parque Ecológico, está prestes a escrever um novo capítulo na história desta ave. 

Com efeito, desde julho, o Patagarro é a principal personagem de um novo projeto na região. Através de financiamento ao abrigo do programa LIFE4BEST destinado às Regiões Ultraperiféricas da União Europeia, estão planeadas ações de controlo de invasoras e plantação de espécies nativas, juntamente com a recuperação de trilhos que permitirá melhorar os acessos à colónia de patagarro, serão promovidas no local.

Este projeto, resultado de uma parceria da Câmara Municipal do Funchal e da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), testará, assim, várias metodologias de censo e monitorização de aves marinhas, facilitando o acompanhamento do ciclo reprodutor com perturbação mínima nos poucos indivíduos existentes nesta colónia.

A instalação de gravadores autónomos e técnicas de visão noturna avançará no início do próximo ano, com a chegada dos primeiros adultos. Até lá, os técnicos da CMF e da SPEA estarão no terreno a conhecer melhor a distribuição e o impacto dos predadores no local e a contribuir para que o Parque Ecológico do Funchal disponha das condições para receber esta que é uma das aves menos conhecidas no arquipélago e um dos símbolos do Parque.

Mais se informa que o projeto LIFE4BEST Puffinus irá decorrer até junho de 2022.

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...