Portal de Notícias do Município do Funchal.

Ilhas ecológicas recolheram 700 toneladas de resíduos entre 2018 e 2020

187 toneladas dizem respeito a papel e cartão (26,8%), 160 toneladas correspondem a plástico e metal (22,9%) e 352 toneladas estão relacionadas com a recolha de vidro (50,3%).

A adesão dos funchalenses às ilhas ecológicas, um sistema inovador de deposição seletiva de resíduos implementado pela Câmara Municipal do Funchal, é notável, e vai ao encontro de um dos pilares fundamentais de governação deste Executivo: a Sustentabilidade Ambiental.

De acordo com os dados da Autarquia, desde junho de 2018, data de início deste projeto, até ao final de 2020, foram recolhidas cerca de 700 toneladas de resíduos, sendo que 187 toneladas dizem respeito a papel e cartão (26,8%), 160 toneladas correspondem ao plástico e metal (22,9%) e 352 toneladas estão relacionadas com a recolha de vidro (50,3%).

De referir que, a quantidade de resíduos de papel e de embalagens de cartão, plástico, de metal e de vidro teve o seu maior aumento significativo entre os anos de 2018 e 2019.

A tendência de crescimento abrandou em 2020, no caso dos resíduos de cartão e de vidro, devido à pandemia covid-19 que originou a redução de atividades turísticas e da área da restauração, o que culminou numa descida substancial na produção de resíduos. De salientar ainda que, esta quebra está também relacionada com motivos de cancelamento da recolha seletiva em alguns meses de 2020. Todavia, no caso das embalagens de plástico e metal continuamos a verificar uma tendência crescente das quantidades dos resíduos depositados nos contentores enterrados.

O Município do Funchal instalou, em 2018, as suas primeiras seis ilhas ecológicas na baixa da cidade, num trabalho pioneiro a nível da Região que promove a sustentabilidade ambiental e o futuro das próximas gerações. Os contentores subterrâneos têm como vantagens uma maior capacidade de depósito, menor ocupação da via pública e reduzida emissão de odores e impacto visual.

A Câmara Municipal do Funchal reforçou, em 2019, a recolha seletiva de resíduos no concelho, com a instalação de doze novas ilhas ecológicas em quatro bairros sociais, o que corresponde ao total de 18 equipamentos destes no concelho atualmente.

O autarca Miguel Silva Gouveia salienta que a “aposta nestes equipamentos públicos de deposição seletiva de resíduos sólidos é uma forma evidente de incentivar a reciclagem e reduzir a poluição ambiental. Estes são, igualmente, projetos de proximidade com os funchalenses, que requerem participação cívica e o envolvimento de todos, de modo a que possamos dar aos nossos bairros, e ao nosso concelho em geral, uma paisagem cada vez mais limpa e agradável.”

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito