Portal de Notícias do Município do Funchal.

Miguel Silva Gouveia destaca criatividade dos empreendedores funchalenses

O Viveiro de lojas do Funchal abriu hoje ao público e acolhe, nesta primeira fase, seis projetos.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, esteve esta manhã no Largo do Corpo Santo, na Zona Velha da cidade, para a inauguração do Viveiro de Lojas, um projeto da Autarquia que consiste numa incubadora para novas marcas locais, permitindo que empreendedores regionais testem os seus produtos durante 6 meses, sem os custos inerentes à abertura de um espaço próprio.

Miguel Silva Gouveia referiu, na ocasião, que “numa altura em que o tecido empresarial apela à capacidade de adaptação e também à criatividade dos nossos empreendedores, a CMF associou-se a essa necessidade e criou este espaço para testar e dar a conhecer os produtos ao mercado. No fundo, servindo como um embrião de novos empreendedores e de novas lojas para a cidade do Funchal.”

O Viveiro de lojas do Funchal acolhe nesta primeira fase seis projetos, nomeadamente a Wicker_it Innovating Tradition, que utiliza vime madeirense na criação dos seus produtos; a Provecto, que produz calçado em couro através de técnicas artesanais; a Madeira Pebbles, que utiliza calhau madeirense para criar as suas obras de arte; a Notebooks & Arts, que trabalha a encadernação artesanal e artística; a Artes da Flor, que produz peças de cerâmica personalizadas; e o artista António Miguel Ramos, que valoriza a Região através dos seus desenhos a aguarela.

O Presidente reforçou que até outubro “os empreendedores podem testar aqui os seus produtos e o que esperamos é que possam ter um nível de sucesso nas vendas que depois justifique a criação de uma loja noutro ponto da cidade.”

O autarca lembrou ainda que a ideia do Viveiro de Lojas “surgiu do nosso programa de Revitalização do Comércio Tradicional que tem também por objetivo ajudar a povoar algumas das lojas que estão fechadas na baixa do Funchal, criando aqui uma janela de oportunidade para que depois possam fazer essa passagem para um desses espaços.”

“Venham conhecer estas marcas e os produtos que aqui estão, ajudando também o comércio tradicional que está a passar por um momento menos bom por conta da crise pandémica”, acrescentou.

A Autarquia recebeu mais de duas dezenas de candidaturas ao longo do período de inscrição “foi um trabalho de seleção difícil tal era a qualidade e diversidade dos artigos apresentados, muitos deles manufaturados, mas quem não teve oportunidade de mostrar os seus produtos agora pode candidatar-se novamente à próxima fase, porque depois dos seis meses iremos escolher outros empreendedores.”

Miguel Silva Gouveia concluiu que “as pessoas têm procurado outros métodos de fazer face à pandemia e de oferecer algum valor acrescentado à economia local. Esperamos com esta iniciativa catapultar mais produtores regionais para o sucesso e demonstrar, com trabalho feito, que podem sempre contar com a Câmara Municipal do Funchal como um parceiro de confiança.”

- Campanhas CMF -

ARTIGOS RELACIONADOS

Este website usa cookies para melhorar a experiência do utilizador. Ao continuar a navegar em funchal.pt está a consentir a utilização de cookies. Aceito Ler mais...